PHOTO
COMO VENCER NA VIDA

PARABÉNS POR CHEGAR AO TOPO.

CONTE PARA O SEU ANTIGO CHEFE

Se você estudou, ótimo. Mas lembre-se: milhares de pessoas atingiram o topo sem qualquer qualidade. #ComoVencer

como entrar em contato

Para saber mais sobre o musical
fale com a nossa assessoria de imprensa.

GEO

BILHETERIA TEATRO OI CASA GRANDE

Telefone - (21) 2511 0800

PHOTO
como chegar ao teatro

RUA AFRÂNIO DE MELO FRANCO 290 LEBLON - RIO DE JANEIRO, RJ

TEATRO
OI CASA GRANDE

ICON

Para quem vem de carro, a dica é estacionar no Shopping Leblon, com entrada pela rua ao lado (Rua Professor Antonio Maria Teixeira). O estacionamento funciona de 7 às 24 hs.

ICON

Confira a tabela de preços:

R$ 4,00 (até 2h) R$ 2,00 (a cada hora adicional até a 5ª hora); após a 6ª hora: R$ 3,00/hora. Estacionamento VIP: R$ 8,00 (até 2h) R$ 4,00 a hora adicional.

como comprar ingressos

Para ter sucesso na vida, comece garantindo seus ingressos para a comédia musical que vai te dar os melhores conselhos.

CHART

Venha descobrir Como Vencer na Vida!

QUI 21h | SEX 21h | SAB 17h e 21h | DOM 19h

  • SETOR
    QUI
    SEX | SAB | DOM
  • Camarote
    R$ 170
    R$ 190
  • Plateia VIP
    R$ 170
    R$ 190
  • Plateia Superior
    R$ 130
    R$ 150
  • Balcão Frente
    R$ 60
    R$ 80
  • Balcão Fundos
    R$ 30
    R$ 40

TELEFONE: (21) 2511 0800

Meia-entrada: Idosos, estudantes, professores da rede municipal
e menores de 21 anos têm 50% de desconto.

PHOTO PHOTO PHOTO PHOTO PHOTO
como sao os bastidores

Descubra como foram os preparativos do musical Como Vencer na Vida sem Fazer Força.

comoe o musical

DELÍCIA MUSICAL

A dupla Charles Möeller & Claudio Botelho imprime sua assinatura a um espetáculo divertido, visualmente lindo e com atuações primorosas do elenco

Barbara Heliodora – O Globo

O esperto J. Pierrepont Finch (Gregorio Duvivier) usa uma série de truques para ingressar e ser bem sucedido na firma presidida por J.B. Biggley (Luiz Fernando Guimarães), onde ele conquista o coração da secretária Rosemary (Letícia). Entre um golpe e outro, ele precisa lidar com o arrogante Bud (André Loddi) e a atrapalhada Hedy LaRue (Adriana Garambone), sobrinho e amante de Biggley, respectivamente.

Baseado no livro Best-seller e no musical dos anos 60 'How to Succeed in Business Without Really Trying', "Como Vencer na Vida…" é um clássico assinado pela dupla Möeller e Botelho e pela GEO Eventos.

How To Succeed in Business Without Really Trying
Por Claudio Erlichman
Publicitário, produtor e pesquisador de teatro musical

Como se costuma dizer, praticamente qualquer assunto pode virar um musical da Broadway. Assim, ninguém estranhou quando o satírico manual de autoajuda How to Succeed in Business Without Really Trying (que também foi lançado no Brasil), um best- seller escrito pelo publicitário da Madison Avenue Shepherd Mead, estreou nos palcos de Nova York, em 14 de outubro de 1961. Se bem que, na falta de um enredo, o libreto de Abe Burrows acabou se baseando numa peça então inédita de Jack Weinstock (um neurocirurgião que era dramaturgo nas horas vagas) e Willie Gilbert, que foi mandada para os produtores Cy Feuer & Ernest Martin, que então escalaram Burrows e Frank Loesser (música e letras), completando o mesmo time de Guys and Dolls, para torná-la numa comédia musical. Durante os ensaios, Bob Fosse foi trazido para salvar a "encenação musical" e a coreografi a (já que o obscuro coreógrafo original Hugh Lambert havia se revelado de uma grande incompetência).

Montagens e Remontagens na Broadway

How to Succeed... foi o quarto musical a ganhar o Prêmio Pulitzer de Teatro. Ganhou também os Prêmios Tony de Melhor Musical, Autores de Musical, Compositores, Melhor Ator (Robert Morse), Melhor Ator Coadjuvante (Charles Nelson Reilly), Direção, Regência e Produção, fi cando quase quatro anos em cartaz, com 1.417 representações, e se tornando o 5º musical de maior duração na época. Em março de 1995 o musical mereceu uma remontagem, que para alguns críticos era mal concebida e mal elencada, e para outros era bem legal, alegre e atual. Apelidada simplesmente de "H2$", teve Matthew Broderick no papel de Finch, que por sua performance ganhou o Tony de Melhor Ator de Musical. Desta montagem também fi zeram parte Megan Mullally (que depois seria substituída pela futura Sra. Broderick, Sarah Jessica Parker). Ainda numa participação pré-gravada, Walter Cronkite (tido como o telejornalista de maior credibilidade dos Estados Unidos) interpretava a Voz do Livro. Daniel "Harry Potter" Radcliffe estrelou a produção mais recente de Como Vencer Na Vida Sem Fazer Força, que estreou em março de 2011, no Al Hirshfeld Theater, em Nova York, com direção e coreografi as cheias de vigor e energia de Rob Ashford. Numa montagem elogiada, teve John Larroquete como J. B. Biggley que por sua atuação venceu o Prêmio Tony de Ator Coadjuvante. O musical teve um total de nove indicações, incluindo Melhor Remontagem, Direção e Coreografi a. Após dez meses da estreia Nick Jonas, dos Jonas Brothers, substituiu Radcliffe no papel de J. Pierrepont Finch, até o encerramento do musical, em maio de 2012.

No Cinema e na TV

Robert Morse, também participou da versão cinematográfi ca, com o mesmo título de How to Succeed in Business Without Really Trying (Como Vencer na Vida sem Fazer Força, 1967), dirigida por David Swift (Pollyana, Um Amor de Vizinho, Don Juan era Aprendiz – no qual faz uma ponta como o ascensorista); assim como o ator e bandleader dos anos 30 Rudy Vallee (J. B. Biggley, o amuado e namoradeiro presidente da companhia). Do elenco original da Broadway para as telas também vieram Sammy Smith e Ruth Colbert. Completando o elenco temos ainda Michele Lee (que foi a última a interpretar Rosemary nos palcos e também fi caria conhecida pelo fi lme Se Meu Fusca Falasse) e Anthony Teague. Este fi lme existe em DVD, mas não foi lançado no Brasil. Ao contrário do que muita gente possa pensar, o fi lme O Segredo do meu Suce$so (The Secret of My Succe$s, 1987), com Michael J. Fox, apesar de certa semelhança, não é uma refi lmagem não musical. Abe Burrows também adaptou o musical para a TV. Estrelando Alan Bursky, a produção foi ao ar em junho de 1975, pela rede ABC.

No Brasil

O então ex-governador do antigo Estado da Guanabara, Carlos Lacerda, considerava a tradução como uma forma de relaxar da política. Assim, entre as noites de 30 e 31 de março de 1964, a data do Golpe Militar, traduziu os diálogos de How to Succeed... "assim relaxando a tensão" de ter o Palácio da Guanabara cercado por forças leais ao Governo Goulart. Alguns meses depois estrearia no Teatro Carlos Gomes, no Rio de Janeiro, Como Vencer na Vida sem Fazer Força, numa bem sucedida temporada de dois anos. As versões das músicas para o português fi caram a cargo do compositor Billy Blanco (Teresa da Praia, Mocinho Bonito, Samba Triste), que então era muito conhecido como um dos pais da bossa-nova e fora passar uma temporada em Nova York, enviado pelos produtores Oscar Ornstein e Alfredo Machado, para assistir à peça quantas vezes fossem necessárias para concluir a empreitada. Com direção de Harry Woolever (recriando as coreografi as de Bob Fosse e os quadros musicais) e Sérgio de Oliveira (direção geral), a peça contou com um elenco brilhante: Moacyr Franco, no auge de sua popularidade como showman e apresentador de TV (seu programa chegava a dar 80% de audiência, na época), interpretou J. Pierrepont Finch, e a lenda viva Procópio Ferreira deu vida a J. B. Biggley. Ainda no elenco tínhamos Marília Pêra (que venceu Elis Regina nas audições para fazer Rosemary), Paulo Araújo, Berta Loran, Lílian Fernandes, Nestor Montemar, Francisco Dantas e Geisa Gama, dentre outros.

Acolhida da Crítica

How to Succeed... foi aclamado unanimemente pela crítica, que chamou a atenção para o fato de que Frank Loesser & Abe Burrows, a mesma equipe que dez anos antes havia feito Guys and Dolls, o musical perfeito sobre a vida da classe baixa de NY - fazendo gângsteres cantarem, produziram o musical perfeito sobre o highlight do mundo dos negócios da cidade - fazendo executivos cantarem. Na verdade, o relato sarcástico é um evento de construção perfeita para uma comédia musical, que combina um libreto bastante atraente e bem concatenado, com score musical absolutamente adequado aos ritmos, melodias e letras para a história que se desenvolve no palco.

Charles Möeller e Claudio Botelho

Fizeram o primeiro espetáculo juntos em 1990. Nestes 22 anos ganharam aplauso da crítica, do público
e dos principais prêmios concedidos ao teatro brasileiro. Em 2010, a trajetória de Claudio e Charles foi narrada no livro Os Reis dos Musicais, de Tania Carvalho, da Coleção Aplauso, coordenada por Rubens Ewald Filho. Estabelecidos ofi cialmente como dupla em 1997, eles realizaram 32 espetáculos em conjunto, tornando-se referência de qualidade em nosso teatro, dando um vigor extraordinário tanto aos musicais brasileiros quanto aos internacionais. Atualmente Möeller e Botelho trabalham em seu primeiro desafi o internacional mais ousado, a criação e adaptação do novo musical BLACK ORPHEUS (Orfeu Negro), baseado na obra-prima de Vinicius de Moraes, que será produzido na Broadway em breve.

Cronologia Charles Möeller & Claudio Botelho

1997 - As Malvadas
1998 - O Abre Alas
2000 - Cole Porter – Ele Nunca Disse Que Me Amava 2000 - Company
2001 - Um Dia de Sol em Shangrilá
2002 - O Fantasma do Teatro 2002 - Suburbano Coração
2003 - Magdalena
2003 - Ópera do Malandro
2004 - Lupicínio e Outros Amores
2004 - Tudo é Jazz! 2004 - Cristal Bacharach
2005 - Lado a Lado com Sondheim
2006 - Ópera do Malandro em Concerto 2006 - Sweet Charity
2007 - Sassaricando
2007 - 7 – O Musical
2008 - Beatles num Céu de Diamantes 2008 - A Noviça Rebelde 2008 - Gloriosa
2009 - Avenida Q
2009 - O Despertar da Primavera
2010 - Versão Brasileira 2010 - Gypsy 2010 - É com esse que Eu Vou 2010 - Hair
2011 - Um Violinista no Telhado 2011 - As Bruxas de Eastwick 2011 - Judy Garland – O Fim do Arco-Íris
2012 - O Mágico de Oz
2012 - Milton Nascimento – Nada Será Como Antes

Luiz Fernando Guimarães

Gregorio Duvivier

Letícia Colin, Adriana Garambone e grande elenco

Um espetáculo de Charles Möeller & Claudio Botelho

QUI 21h|SEX 21h|SAB 17h e 21h|DOM 19h

PHOTO
t type="text/javascript" src="js/jquery.custom-multi.js"> t type="text/javascript" src="js/jquery.custom-multi.js"> t type="text/javascript" src="js/jquery.custom-multi.js">